OREME OTUMAKA IKPENG

Oreme nasceu em 1992, na aldeia Moygu, filho de pai e mãe Ikpeng. Sua avó queria que ele fosse agente de saúde para cuidar da sua família mas ele queria ser professor. Estudou na escola indígena da sua aldeia e aprendeu a ler e escrever primeiro na sua língua, e depois em português. Com quinze anos participou da primeira oficina de manejo ambiental e passou a trabalhar com viveiros e coleta de sementes. Em 2008, Oreme integrou a equipe que seria formada para alimentar a base de dados digital que abriga o acervo cultural do povo Ikpeng na Mawo – Casa de Cultura Ikpeng. No mesmo ano foi técnico de áudio da gravação do CD Yumpuno Eremrï , coletânea de cantos do ritual de tatuagem das crianças. Em 2009 se formou como agente ambiental no Curso de Iniciativas Socioambientais Indígenas e passou a coordenar o projeto Yarang, iniciativa das mulheres coletoras de sementes Ikpeng. Participou na elaboração de livros sobre as pinturas corporais ikpeng (pesquisa, textos e desenhos), e sobre os insetos.

Oreme continua atuando nas duas áreas e não abandonou seu projeto de ser professor. Mais tarde quer transmitir a mais jovens a experiência que vem adquirindo.

Foto: Tania Anaya