PYTA KEKGRÏNPO IKPENG

Eu, Pyta, jovem guerreiro Ikpeng, nasci em 1988 na aldeia Txicão.

Altura:1.62 M, peso:56.5kg, cor: Parda.

Sou filho de Myau Kayabi e de Makawa Ikpeng. Como eu sempre vivi com os Ikpeng, falo melhor a língua da minha mãe. Minha mãe era uma grande cantora e eu me orgulhava muito dela. Ela gostava tanto das festas que se estivesse doente sarava logo para participar. Era também uma grande conhecedora das histórias antigas. Meu pai e minha mãe se conheceram quando os Villas Bôas transferiram os Ikpeng de balsa do Jatobá para o Xingu. Hoje eu moro na aldeia Moygu, no médio Xingu e nós Ikpeng lutamos para recuperar o nosso território porque foi lá que ela e os mais velhos viveram. Eu não fui tatuado porque fiquei grande antes do ritual acontecer mas permitiram que minha orelha fosse furada. Eu tinha vergonha de dançar mas fui incentivado pelo meu primo Iokore e aprendi. O que me deixa muito feliz é ver a imagem da minha mãe cantando e contando história no filme Moyngo, O sonho de Maragareum porque meus filhos e meus netos vão poder conhecê-la. Gosto de estudar e trabalhar, sou um dos membros da Associação Ikpeng – AIMCI, da equipe da saúde e da Cooperação técnica mista indígena do Xingu -CTMIX.

Fui também ator do nosso filme Pïrinop, meu primeiro contato. Eu me interessei muito em participar porque o filme mostra como foi raptada duas meninas da tribo dos Waura pelos guerreiros ikpeng, da mesma forma que o meu avô Yalïyke, do povo Matipu, também foi raptado. Eu tinha muita vontade de conhecer meu avô mas ele morreu antes de eu nascer. No filme fiz o papel do guerreiro ikpeng que raptou uma das meninas waura.

Quando eu era adolescente eu não queria casar cedo para poder estudar mas minha mãe e sua amiga, minha atual sogra, armaram meu casamento. Segui o conselho dela e me casei com Ripo Ikpeng quando eu tinha quatorze anos e ela também. Hoje eu gosto de ser casado e sou pai de quatro filhos: Oukuarari tapipko, Pïtke, Juporima Tagïpe e Makawa Ikpeng. Gosto de fazer amizades e quero ser sempre feliz na minha vida.

Foto: xxxxxxxxxxxxxxxxxxx